sábado, 6 de julho de 2013

O que é Homeopatia Unicista, Pluralista e Complexista?


Oi pessoal! Nesse novo post vamos definir e entender um pouco sobre o que é cada uma destas correntes de uma maneira simples e assim poder diferenciá-las.
Desde que a homeopatia começou faz 200 anos atrás, com a ajuda de Samuel Hahnemann, ela tem evoluído de forma diferente, agrupados em três principais correntes de pensamento e prática:
Unicistas, são os mais fiéis seguidores da doutrina de Hahnemann, consideram que a homeopatia deve dar um único remédio que deve corresponder exatamente ao quadro de cada pessoa (tipologia, sintomas e características). Este é o chamado similimum remédio que pode mudar por outro ao longo da vida de um paciente, tal como a doença progride.

Pluralistas, igualmente seguidores de Hahnemann, consideram que os argumentos unicistas estão corretos, mas sinalam a dificuldade de encontrar um único remédio para curar todos os sintomas de um paciente. Por isso pluralistas já tem prescrito um pequeno número de remédios (o mínimo possível entre dois e cinco) que ajude em todas as doenças, a tipologia e as características do paciente.

Com a homeopatia pluralista se pode ir pesquisando e evoluindo para o similinum de cada pessoa, e, como acontece com a unicista, você pode ir além dos sintomas físicos próprios, compreender os estados emocionais, mentais e de humor, bem como as motivações subconsciente que causam essas doenças físicas e, portanto, fazer uma evolução consciente e profunda para achar a cura.

Complexistas são um pouco mais afastados das doutrinas iniciais, no sentido de que eles não se enfocam em busca do similimum, eles acreditam que o corpo é capaz de escolher o remédio certo de tudo prescrito. Por isso eles usam numerosas fórmulas de remédios que abrange várias condições que se apresenta.
Alguns laboratórios têm remédios homeopáticos para determinadas doenças: distúrbios do sono, distúrbios digestivos, etc. Eles podem ser úteis para solucionar de forma rápida os sintomas, sem entrar na busca similimum.

Stefany Olivares Z.

Fontes:
http://medicinadavida.com.br/wordpress/?cat=17
http://emaxilab.com/saude-e-bem-estar-artigo-4-837.html
http://josemariaalves.blogspot.com.br/2010/01/homeopatia-complexista.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário